domingo, maio 25, 2014

, , , , , , , ,

Felicidade Interna Bruta


 O conceito nasceu no Butão em 1972 quando o rei Jigme Singye Wangchuck entendeu que a sociedade e o seu progresso devia ser medido de outra forma, onde os resultados economicos passassem para segundo plano, sendo mais importante a qualidade de vida das pessoas e a conservação do meio ambiente.
O desenvolvimento espiritual a crescer ao lado e ao mesmo tempo que o desenvolvimento material.
Uma sociedade igualitária e sustentável, preservando os bens culturais e históricos, governada com transparencia, honestidade e responsabilidade.
Era nisto que deveriamos votar hoje.

8 Comentários:

Vício de Ti disse...

Eu sou muito céptica relativamente a estás situações. Acho-as possíveis contudo questiono a sua manutenção.

Beijoca e bom domingo :)

Til Tila disse...

Nesse caso,eu votava...

Imprópriaparaconsumo disse...

Se eu pudesse votar numa utopia, era aí que punha a minha cruz :))

lugar lotado disse...

Visões de felicidade infelizmente utópicas. Para pequenos grupos, pequenas sociedades talvez, num todo é impraticável.
:/

Beijos

(Ela) disse...

Utopias que nunca vingarão perante a sociedade economicista, infelizmente.

Beijo d'(Ela)

Shiver disse...

Tantos célticos :)

No Butão já começaram......

Dentro da Bolha disse...

eu votava!

dentrodabolh.blogspot.com

Mark disse...

Seria muito válido. As sociedades actuais são muito penalizadoras. Se reparares, só se fala em economia, finanças, números e mais números. Ninguém se preocupa com as pessoas. Não passamos de números.

Com tecnologia do Blogger.